Login to your account

Username *
Password *
Remember Me

  fone

Prefeitura promove II Encontro de Taquaritinga com o Desenvolvimento Sustentável Destaque

CartaPrêmio selo Prefeito Empreendedor foi entregue ao Prefeito Dr. Fulvio Zuppani

A Prefeitura de Taquaritinga, através da Secretaria Municipal de Governo promoveu no mês de setembro, o II Encontro de Taquaritinga com o Desenvolvimento Sustentável. Realizado nas dependências da FATEC o evento reuniu cerca de 300 pessoas. Estudantes, Sociedade Civil, Diretores de Instituições de Ensino, ABRAP (Associação Brasileira de Prefeitura), Prefeituras da Região, SEBRAE e Governo Municipal, discutiram assuntos ligados ao desenvolvimento do Município e sua microrregião. Logo após abertura oficial realizada pelo Prefeito Dr. Fulvio Zupanni, o Professor Dr. Antonio João Cancian abordou o tema: A Agroecologia como força aglutinadora de ações sócio-tecnicas participativas no fomento da agricultura local. Em sua palestra o Professor Antonio fez questão de enaltecer o Governo Municipal atual, que segundo ele, tirou do papel e fez funcionar um projeto de suma importância ao município, a Associação da Agricultura Familiar de Taquaritinga.
Ainda no evento, os participantes conheceram a importância das parcerias institucionais para o Desenvolvimento Sustentável, com informações transmitidas pelo senhor Dr. Paulo Silas, Secretário Executivo da ABRAP e Presidente do IMB - Instituto Municipalista Brasileiro. Em meio as palestras, Diretores do SEBRAE Araraquara, presentes no evento, entregaram ao Prefeito Dr. Fulvio o Selo Prefeito Empreendedor, simbolizando todo o fomento que a Secretaria de Desenvolvimento do Município oferece aos empreendedores municipais. Finalizando o evento, uma carta aberta foi apresentada pelo Secretário de Governo Marcos Martinelli expondo à todos os participantes, todos os pontos discutidos no encontro.
“Discutir o progresso, elaborar planos e metas para o crescimento da cidade, é e sempre foi o nosso objetivo. Eventos como esse só engrandecem nossa cidade e mostra o caminho certo para o desenvolvimento regional” Afirmou Prefeito Dr. Fulvio Zuppani.
CARTA DE TAQUARITINGA PELO DESENVOLVIMENTO REGIONAL
SUSTENTÁVEL1
Nós, comunidade e lideranças reunidas em Taquaritinga (SP), tornamos pública esta Carta,
resultante dos debates realizados no II Encontro de Taquaritinga com Desenvolvimento Sustentável, promovido pela Prefeitura Municipal de Taquaritinga com o apoio da Associação Brasileiras de Prefeituras (ABRAP) no dia 2 de setembro de 2014, nas dependências da Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga. No Brasil, especialmente após a Constituição Federal de 1988, se percebe o estímulo ao protagonismo local em busca de um desenvolvimento sustentável. O chamamento para a discussão, elaboração e implementação de conceitos permitem a apropriação destes pelos atores sociais, que passam a empreender articulando tecnologias e culturas que se misturam e interagem para determinar o crescimento econômico, melhor competitividade, coesão social e maior engajamento, bem como a aspectos relacionados à qualidade de vida (HAAG, 2008).
É imperioso o desenvolvimento de novas competências que permitam avançarmos em ações
de cooperação, econômica, social e tecnológica, rompendo com o isolamento dos pequenos
municípios. Os gestores públicos e/ou privados, invariavelmente tomados pelas prioridades do
cotidiano, são chamados a flexibilizar suas agendas e encarar o desafio colocado pelo novo padrão de desenvolvimento brasileiro. A comunidade é convocada ao diálogo social com o objetivo de encontrar caminhos para a capacitação profissional e inclusão produtiva do nosso povo, paradigmas sem os quais não avançaremos na promoção do desenvolvimento local sustentável. Busca-se apoiar os micro e pequenos negócios e, não obstante a isso, consolidar um ambiente favorável aos empreendimentos de médio e grande porte.
Segundo o IBGE (2011) os municípios sofrem com as desigualdades regionais no país em
que, por exemplo, apenas 55 cidades concentram 55% do Produto Interno Bruto nacional. Este
cenário é o resultado das discrepâncias do nosso pacto federativo, que se comporta como Estado
único no gerenciamento dos recursos, mas, nas atribuições é uma federação sem autonomia
econômica. Estima-se que 70% dos impostos estão nas mãos da União e 30% nos estados e
municípios. Quanto às obrigações o papel se inverte, ficando a cargo dos estados e municípios a
resposta aos anseios da sociedade, apesar de poucos recursos e restrita autonomia para suprir as demandas dos seus cidadãos (ALIANÇA LIBERAL, 2013, p.1). A busca por alternativas para o desenvolvimento social e econômico, com respeito ao meio 1 A carta foi assinada e divulgada para mais de uma centena de pessoas presentes no II ETDS (2/9/2014)ambiente, devem levar em conta os novos parâmetros de uma economia globalizada fortemente lastreada na geração e apropriação do conhecimento pelo seu povo. Conhecimento leva a inovação que mantém os empreendimentos competitivos, sustentáveis e harmônicos em relação as características do território, sua cultura e vocações. Protestamos pela mobilização dos indivíduos e instituições em favor da construção de um projeto de desenvolvimento regional sustentável, baseado em diagnósticos competentes e emprego de tecnologias sociais contemporâneas. Convocamos os líderes estabelecidos no território para engajarem-se na construção de um modelo de governança regional capaz de promover a concertação social com o objetivo de avançar nos projetos que requerem maior prazo de maturação. Pensar em um modelo semelhante ao que se costuma definir como “consórcio intermunicipal” requer, antes, o exercício da convivência e o desenvolvimento de canais de diálogo entre colaboradores. Este documento, subscrito pelas autoridades identificados abaixo, pode ser o primeiro passo nessa estratégia, visando consolidar e fortalecer a nossa região.

Carta-1


Fonte: Prefeitura de Taquartitinga
A noticia aqui apresentada foi retirada da fonte acima citada, cabendo a elas todos os créditos

Avalie este item
(0 votos)
Última modificação em Sexta, 12 Outubro 2018 13:49

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.