Banner

Guia On-line


Guia Patrocinados

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Ideia para ajudar os ricos

PDFImprimirE-mail

José-Renato-Nalini

José Renato Nalini, secretário da Educação do Estado de São Paulo

Jeff Bezos, o fundador e presidente da Amazon, a caminho de se tornar um dos homens mais ricos do planeta, com fortuna superior a oitenta bilhões de dólares, quer reinventar a filantropia.
No dia 15 de junho último, ele postou no Twitter uma "solicitação de ideias" para fazer algo de imediato, não a longo prazo.
Atualmente ele realiza um programa para moradores de rua em Seattle, cidade que abriga a sede da Amazon. Bezos quer ajudar as pessoas na intersecção entre a necessidade urgente e o impacto duradouro. Para isso, ele quer receber ideias de todos aqueles que costumam pensar em como resolver problemas concretos e aparentemente insolúveis. Algo como a "Cracolândia" em São Paulo.
Aparentemente, Bezos não quer apenas assinar cheques para causas nobres. Por sinal, ele foi um dos cinco grandes bilionários americanos que se recusaram a assinar o compromisso proposto por Bill Gates e Warren Buffet, pelo qual os mais ricos deveriam se comprometer a doar ao menos metade de sua riqueza.
Bezos e sua família já doaram cem milhões de dólares para organizações de caridade, ou seja, 0,1% de sua fortuna. Por enquanto, ele quer ganhar mais dinheiro. Para os otimistas, isso significa que ele terá mais a doar quanto mais rico for. Mas, assim como sua história, ele quer algo original. Filho adotivo de um pai nascido em Cuba, deixou o emprego em Wall Street para vender livros online na garagem de sua casa e criou uma empresa avaliada em meio trilhão de dólares.
A originalidade de sua trajetória justifica a procura por uma fórmula menos convencional de fazer caridade. O que pode mudar o mundo, em termos de redução de desigualdade? Por sinal que Bezos nunca admitiu que sua luta seja para ganhar mais dinheiro. Sua missão é mudar o mundo e satisfazer os consumidores, não enriquecer.
Enquanto Jeff Bezos continua a acrescentar milhões de dólares à sua conta corrente, inclusive ao adquirir o controle da cadeia de varejo Whole Food por 13,7 bilhões de dólares, para disseminar o consumo de alimento orgânico, os brasileiros podem oferecer sua inventividade para ajudá-lo a realizar uma nova forma de filantropia. No caminho, poderíamos também conscientizar os ricos brasileiros de que fortuna é algo que se não leva quando a morte nos levar. E que temos pouco tempo para mostrar que valeu a pena termos nascido. Se não for para melhorar o mundo, por que estamos aqui?

Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Assessoria de Comunicação e Imprensa
Mais informações à imprensa: (11) 2075-4610
www.educacao.sp.gov.br | www.facebook.com/educasp
www.twitter.com/educacaosp | www.flickr.com/photos/educacaosp

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Banner
Banner

Utilidades Sociais

Artigos para Reflexão por Paiva Neto
Fraternidade realizadora e direitos hu...
Precisando de Empréstimo Rápido e Fácil
MG Empréstimo Seguro  ...
Criança nota 10
Criança nota 10...
Igualdade de participação dos jovens para os desafios globais.
LBV participa de simpósio da ONU sobre ...

Gerais

Artigos Reflexão de Boa Vontade
Artigos para Reflexão por Paiva Netto...
Erradicar o trabalho infantil
Erradicar o trabalho infantil  por Pa...